A Unidade de Prevenção à Criminalidade (UPC) Turmalina, da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, agora está funcionando em um novo espaço. Além de ser mais amplo, o local conta com melhores condições para atender a comunidade, dando visibilidade e continuidade aos trabalhos que já são feitos para reduzir os índices de criminalidade na região. A Prefeitura de Valadares se reuniu nessa tarde de segunda (13) as Promotoras de Justiça Ingrid Veloso e Carla Regina Goulart, demais autoridades e a comunidade para celebrar a reinauguração da Unidade, que fica na rua Cedro, 580, Turmalina.

A solenidade contou com apresentação de todas as oficinas na Praça em frente à Unidade e uma visita guiada para que as autoridades e comunidade conhecessem as instalações da UPC. Laís Flor é moradora do bairro Planalto e frequenta o Centro há um ano. “Eu participo de oficina de vôlei e é muito legal, além do convívio com as pessoas do bairro, são pessoas maravilhosas. As oficinas ajudam os jovens a mudar de vida e a conseguir uma carreira na área de esporte”.

Kevin Figueiredo, secretário de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, falou sobre a parceria com a secretaria e o programa. “O Fica Vivo e o Mediação de Conflitos nos ajudam com atividades de cultura e esporte, fazendo com que as crianças e os jovens possam ficar livres das drogas e da criminalidade. Por isso, seguimos parceiros dos programas, reconhecendo sua importância para as políticas públicas e para qualidade de vida da cidade”.

Para Jaqueline Alves, gestora social da Unidade de Prevenção a Criminalidade do Turmalina, a nova estrutura vai proporcionar um maior atendimento. “O novo espaço é mais acolhedor, melhor localizado. Assim podemos proporcionar um melhor atendimento dos adolescentes e jovens, assim como a sociedade. A unidade tem o objetivo de trabalhar projetos de vida, possibilitando novas oportunidades a partir do que é construído pela própria juventude. O município tem um papel fundamental nessa parceria, pois ele custeia a estrutura e a parte de manutenção do local”.

Já o prefeito André Merlo destacou que o trabalho realizado pela sede tem o poder de transformar a vida da comunidade. “A prefeitura vai estar sempre de portas abertas, de mãos dadas para melhorar e criar novas oportunidades para a sociedade, principalmente para a juventude. Quem está envolvido com o esporte, a cultura e a educação, deixa de pensar em outras coisas. Vamos trabalhar para melhorar cada vez mais essa parceria”.

Flávia Cristina Silva Mendes, superintendente de Políticas de Prevenção à Criminalidade, Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (SUPEC) e Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais celebrou a nova estrutura. “Só é possível executar o trabalho porque temos uma prefeitura parceira, que nos possibilitou comemorar uma nova estrutura. Nossa história começa em 2008, quando começamos a construir um vínculo com toda comunidade, sempre no lugar do respeito e de escuta. No início a cidade tinha um número de homicídios elevado e ao longo dos anos apresentamos condições de vida melhores a comunidade. Afinal, queremos um lugar seguro, com paz, onde podemos circular em um espaço que é de direito de todos”.

A doutora Carla Regina Goulart, Promotora de Justiça, pretende somar ainda mais os trabalhos com a unidade. “Nós, promotores de justiça da área criminal e na área do enfrentamento a violência doméstica familiar contra a mulher, temos na gestão dos programas dois grandes parceiros. Pretendemos solidificar ainda mais a parceria. Estamos felizes com o novo ambiente que permite um melhor acolhimento, sobretudo as mulheres em situação de violência, que vão ter um atendimento mais humanizado e individualizado”.

O atendimento da UPC

Atualmente os Programas contam com oficinas de vôlei, basquete, futsal e automaquiagem. São cerca de 150 adolescentes e jovens de 12 a 24 anos participam dessas atividades. Além das oficinas, os jovens tem também atendimento técnico com profissionais com formação em Serviço Social e Psicologia, para que esse público tenha mais oportunidades.

Todo o trabalho tem gerado resultados positivos. Segundo dados do Observatório de Segurança Pública Cidadã (OSPC/Sejusp), foram registrados, no bairro Turmalina, 11 homicídios em 2012 e apenas 2 no ano passado – uma redução de 82% nos crimes contra a vida na área de abrangência da UPC (na faixa etária do Fica Vivo).

Conheça o Fica Vivo!

O Programa de Controle de Homicídios – Fica Vivo! atua na prevenção e na redução de homicídios dolosos de adolescentes e jovens de 12 a 24 anos, em áreas que registram maior concentração desse fenômeno.

Em Valadares, apenas em 2022, foram realizados 6 mil atendimentos nas diversas modalidades desse Programa. Ainda foram feitas uma média de 7 oficinas por mês no território do Turmalina e Carapina, totalizando uma média de 213 atendimentos em oficinas por mês, com uma média de 178 jovens atendidos em cada mês.

Saiba mais sobre o Programa Mediação de Conflitos

Já o Programa Mediação de Conflitos, que faz parte da Política Estadual de Prevenção Social à Criminalidade, tem por objetivo promover meios pacíficos de administração de conflitos em níveis interpessoais, comunitários e institucionais, que contribuam para minimizar, prevenir e/ou evitar que estes se desdobrem em situações de violências e criminalidade.

No ano passado, Valadares teve uma média de 155 pessoas atendidas por mês no território do Turmalina e Carapina. Dos 4.454 atendimentos feitos: 873 foram individuais; 116 coletivos; 1.593 de organização comunitária e 1.872 de projetos, além de 1.131 ações realizadas junto à rede parceira.

FONTE: Prefeitura Municipal de Governador Valadares - Inaugurado novo espaço da Unidade de Prevenção à Criminalidade (UPC) no bairro Turmalina

Deixe seu Comentário